Quinta-feira, 29 de Janeiro de 2009

Há quem esteja bem pior do que a senhora de lenço na cabeça que esteve à minha frente várias horas esta segunda-feira na quimioterapia...

Há quem esteja bem pior que o homem que vi sofrer em silêncio embrulhado num cobertor tremendo de frio, também na sala da quimioterapia...

Bem pior, que eu, que hoje sinto as náuseas e as tonturas dos efeitos secundários da medicação...

(pausa)

No caminho aqui para a Rádio, três mulheres conversavam alto sobre as suas doenças...

Várias doenças....

Aparentemente uma queixava-se de um mal de família...Amanhã vou ao Dr. Lacerda que é um "pão"...

Eu vou às cinco, e a minha mãe às cinco e meia...

Outra perguntava-se se havia urologistas para senhoras...ou se um urologista era uma espécie de "ginecologista" para eles...

A terceira brindou toda a carruagem do comboio com o relato de uma amiga que fez um aborto espontâneo no Amadora-Sintra que é o hospital da residência...

"Vejam lá que a médica lhe ligou para o telemóvel, a perguntar se precisava de apoio psicológico, em vez de a chamar para uma consulta!...

Ela que andou ali a gravidez a pagar o dela na privada para depois ter que ir para o hospital público!..."

(pausa)

Que bem que me sinto a ouvir estas conversas...

Não é pelo voyerismo...

Um cusco como eu escuta pessoas interessantes, não escuta Donas de Casa Desesperadas...

Vidas desinteressantes, não me interessam para nada...

(pausa)

Mas há uma leitura a fazer...

Estas mulheres espalham boateira e hipocondria como uma vulgar galinha de Honk Kong mata três pessoas com gripe das aves...

Entopem salas de espera porque o médico é um borracho e até lhe anda ali a dar uma dor no joelho...

Descrevem ecografias virtuais..

Revelam as angústias de amigas, que perderam os seus bebes, a não sei quantos passageiros da linha de Cascais...

(pausa)

Que saudável me sinto eu ao pé destas mulheres...

Que é um tumor no recto ao pé de uma vida fútil?

Bem, o tumor trata-se...

(lida a 28 de Janeiro no Rádio Clube)

 

 



publicado por Novas Crónicas da Sala de Espera às 17:38 | link do post | comentar | favorito

Este é um díario, com cónicas que leio todos os dias no Rádio Clube, durante o programa Janela Aberta. São relatos da experiência que vivo na luta contra um tumor no recto. Emite todos os dias depois das 18h15.
mais sobre mim
Dezembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

O problema da crescente b...

Tocam os Xutos...no meu p...

Crónica de dia do pai

É aqui que adormeço...nos...

Nascer copular e morrer.....

Vingarmo-nos de cancros c...

"A minha cadela acabou de...

Meu caro Tom Jobim...

O pai de um amigo...

Entre a Rádioterapia e a ...

arquivos

Dezembro 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

links
blogs SAPO
subscrever feeds