Sexta-feira, 6 de Fevereiro de 2009

Caro amigo...

Não sei o seu nome, mas habituei-me a vê-lo na sala de espera da radioterapia...

Sempre bem acompanhado...

Pela família...

Pelos amigos...

Saiba que muito admiro a sua serenidade....

É sempre o mais tranquilo de todos...

Mas de olhar postos no horizonte...

(pausa)

Em que será que pensa? Pergunto-me sempre...

Mas olhe, se pensar o mesmo que eu, então a resposta é simples:

"Que faço eu aqui?"

(pausa)

 

Não me lembro do seu nome, mas o que importa isso agora...

Será que também tem umas cruzes tatuadas no corpo?

Sim, quem nos ouve não sabe que estas cruzes são uma espécie de mira, para que os raios da radioterapia acertem em cheio no tumor...

É verdade...é uma via sacra que a máquina de raios cónicos da radioterapia percorrem no meu corpo diariamente...

Tiiiii....Tiiiii...tiiiii

Faz ela andando à nossa volta como se brincassse...

Tiiiii....Tiiiii...tiiiii

Como se nos espiasse a alma...

Tiiiii....Tiiiii...tiiiii

para nos queimar o tumor...

(pausa)

Caro amigo,

"Cruzo-me consigo pela última vez!", diz-me...com o seu ar simpático...

Sinto-me feliz sabe?

"Que bom que é cruzar-me consigo pela última vez...Terminam as suas sessões...!"

"Espero não voltar a vê-lo!!!"

"E eu também, não o quero ver mais! Boa sorte!" - responde o meu amigo...

É verdade! Parece antipatia mas não é...

É uma espécie de código que aprendo...

Faz parte do percurso...a contagem até ao último dia dos tratamentos...

E o desejo que os últimos sejam realmente os últimos...

O desejo que tudo se resolva à primeira...

Concordo: o melhor que se pode desejar a quem (como nós) está com cancro, é não o voltar a ver...

 

Lida no RCP a 6 de Fevereiro de 2009
Todas as cronicas em: http://radioclube.clix.pt/podcast/index.aspx?id=135

 



publicado por Novas Crónicas da Sala de Espera às 16:43 | link do post | comentar | favorito

5 comentários:
De Eugánia Rita Da Silva a 8 de Fevereiro de 2009 às 15:57
A verdadeira coragem
é demonstrada pela maneira como se enfrenta a batalha da vida, no seu dia-a-dia.
Convém não confundir a coragem com a temeridade.
Aquela é calma e constante, lúcida e criativa, enquanto a outra se apresenta desesperada, agressiva, irritada.
A coragem nasce da fé que sabe o que deseja e se empenha para consegui-lo.
Enfrenta os obstáculos sem enfraquecer-se
e resiste ao tempo sem perder o valor
Raciocina antes de agir e permanece iluminada
pelo ideal, enquanto se mantém no campo das lutas.
Demonstre a sua coragem, agindo sempre com acerto e equilíbrio."
Costumo ouvi-lo todos os dias na radio enquanto estou no meu emprego, e admiro a sua força e coragem, todos os dias nas minhas orações rezo por sido e todos os que estão nessas salas de espera pelo mundo fora....Abraços cheios de carinho e continue em frente


De Novas Crónicas da Sala de Espera a 10 de Fevereiro de 2009 às 22:55
Um grande abraço de um amigo comovido pelas suas palavras!
Pedro


De Jose Ribeiro a 10 de Fevereiro de 2009 às 19:01
Boa tarde, meu Amigp

Depois de ouvir a cronica no RCP, fui directo ao blogue e li outras crónicas. Fiquei com uma sensação boa... Porquê?
Tenho 61 anos e foi-me detectado um Linfoma não Hodgkin (LHN) em Março da ano passado.
Estou no IPO (excelente hospital).
Já passei pela Quimio, pela Radio, pela Enfermaria (2vezes), pela Sala de Tratamentos, pelo Bloco Operatório, pelos Gabinetes de Consulta.
Também já tive momentos de grande desespero, de angustia, de esperança, já fui ao fundo e já subi à superfície.
Enfim, hoje estou à espera de uma ida ao bloco operatório, com uma boa dose de confiança e medo em simultâneo.
Afinal só falei de mim.. mas a razão deste mail é para lhe dizer que aprecio a sua capacidade de análise e da imensa sensibilidade que lhe vai nessa alma para ver com olhos" reais" a realidade e transmitir aos outros com mestria.
Vou continuar a ouvir e a ler as crónicas.
Desejo-lhe boas melhoras e uma reforçada dose de coragem e lucidez.
Um grande abraço solidário.
José Coelho Ribeiro


De Novas Crónicas da Sala de Espera a 11 de Fevereiro de 2009 às 17:35
Um grande abraço!
E mais um grande abraço!
Pedro


De Novas Crónicas da Sala de Espera a 10 de Fevereiro de 2009 às 22:54
Fico sem palavras para responder! Desejo o melhor de tudo para si!
Um enorme abraço e força amigo!
Pedro


Comentar post

Este é um díario, com cónicas que leio todos os dias no Rádio Clube, durante o programa Janela Aberta. São relatos da experiência que vivo na luta contra um tumor no recto. Emite todos os dias depois das 18h15.
mais sobre mim
Dezembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

O problema da crescente b...

Tocam os Xutos...no meu p...

Crónica de dia do pai

É aqui que adormeço...nos...

Nascer copular e morrer.....

Vingarmo-nos de cancros c...

"A minha cadela acabou de...

Meu caro Tom Jobim...

O pai de um amigo...

Entre a Rádioterapia e a ...

arquivos

Dezembro 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

links
blogs SAPO
subscrever feeds